PRÓLOGO [filmagem]

LAJE – EXT – FIM DE TARDE

O dia estava nublado, a luz caindo rápido. E o deslocamento da entrada da pedreira até a laje era relativamente complicado. De modo que passamos a maior parte do tempo transportando equipamentos de câmera, som, objetos da arte, equipe, atores e a pequena Frida, a cachorrinha, da entrada à locação, sempre sob o risco da chuva, que se anunciava em gotinhas que caiam e paravam no meio do caminho.

Quando finalmente estávamos todos a postos, o sol já tinha quase se posto.

  (fotos: Camila Macedo e Ulisses Candal)